Comitê Executivo de Investimentos

O Comitê Executivo de Investimentos da Companhia deve ter pelo menos três e no máximo cinco membros, eleitos pelo conselho de administração, e que façam parte da Diretoria Executiva (estatutários ou não) da Companhia e/ou de suas companhias controladoras. Os membros atuais do Comitê Executivo de Investimentos foram empossados em 5 de maio de 2016, e esse comitê é formado pelos senhores Rodrigo Osmo, como coordenador do comitê, Felipe David Cohen, Fabricio Quesiti Arrivabene, Marcelo de Melo Buozi e Sidney Ostrowski. O Comitê Executivo de Investimentos da Companhia é um órgão não permanente e seus deveres incluem, entre outros: (1) analisar, discutir e recomendar aquisições de terrenos e novos empreendimentos imobiliários; (2) assessorar os diretores da Companhia durante a negociação de novas negociações e na estruturação de novos empreendimentos; (3) supervisionar o início de novos projetos e seus respectivos fluxos de caixa; e (4) em casos especiais, auxiliar na negociação e estruturação de novos tipos de negócios. Cada decisão do comitê de investimentos da Companhia para adquirir terrenos é tomada com a garantia de que o investimento atende o limite mínimo de retorno estipulado pela Companhia e comparando-o com outros investimentos em potencial. Essa decisão é tomada independentemente da localização geográfica do investimento, a fim de maximizar o retorno sobre a alocação de capital da Companhia como um todo.

Comitê Executivo de Ética

O Comitê Executivo de Ética da Companhia deve ter pelo menos três e no máximo seis membros, eleitos pelo conselho de administração, dentre os conselheiros executivos (independentemente de serem estatutários) e/ou aqueles das companhias controladas da Companhia, e os seus gerentes, alocados nos seguintes departamentos: (i) financeiro; (ii) jurídico; (iii) pessoas e administração; (iv) operações; e (v) auditoria interna. Os membros atuais do Comitê Executivo de Ética foram empossados em 5 de maio de 2016, e esse comitê é formado por cinco membros: os senhores Rodrigo Osmo, coordenador do comitê, Felipe David Cohen, Alex Fernando Hamada, Sidney Ostrowski e Daniel Gobi Lopes. Este comitê é responsável, entre outras coisas, pelas ações relativas à violação do código de ética e das diretrizes da Companhia, resolvendo conflitos éticos e avaliando a adequação das alterações ao código de ética e às diretrizes da Companhia, bem como propondo-as ao conselho de administração.

Comitê Financeiro

O Comitê Financeiro da Companhia deve ter pelo menos três membros nomeados pelo Comitê de Remuneração, Nomeação e Governança Corporativa e eleito pelo conselho de administração. Os membros atuais do Comitê Executivo de Finanças foram empossados em 22 de novembro de 2016, e esse comitê é formado por três membros: os Senhores Felipe David Cohen e Flavio Uchôa Teles de Menezes. Este comitê, entre outras coisas, avalia e faz recomendações periódicas ao conselho de administração da Companhia com relação a políticas de risco e investimentos financeiros, bem como analisa e discute as demonstrações financeiras auditadas anuais e trimestrais junto com a gerência e os auditores independentes da Companhia.

Comitê de Remuneração, Nomeação e Governança Corporativa

O Comitê de Remuneração, Nomeação e Governança Corporativa deve ter pelo menos três membros, todos eles também membros do conselho de administração e eleitos por esse conselho, e pelo menos um deles terá experiência prévia com gerenciamento de recursos humanos e no desempenho de funções relacionadas ao estabelecimento de políticas de remuneração, metas corporativas e recrutamento e retenção de pessoas. Os membros atuais do Comitê de Remuneração, Nomeação e Governança Corporativa foi empossado em 5 de maio de 2016 e consiste de três membros: os senhores Cláudio José Carvalho de Andrade, Coordenador do Comitê, Rodolpho Amboss. Este comitê, entre outras coisas, analisa e faz recomendações aos conselheiros com relação a suas políticas de remuneração e a todos as formas de remuneração a serem fornecidas aos diretores da Companhia e demais empregados, bem como leva em consideração e periodicamente relata questões referentes ao tamanho, identificação, seleção e qualificação do conselho de administração, diretores e candidatos nomeados para o conselho de administração e seus comitês, sendo responsável pela supervisão de conformidade aos princípios de governança corporativa aplicáveis à Companhia nos termos do estatuto social da Companhia e demais políticas, bem como pela proposição de melhorias e alterações a esses princípios aplicáveis.

Atualmente a Companhia tem dois comitês não estatutários - o Comitê Executivo de Investimentos e o Comitê Executivo de Ética - e dois comitês estatutários: o Comitê Financeiro e o Comitê de Remuneração, Nomeação e Governança Corporativa.